Novo golpe envolvendo financiamento bancário

Antes de mais nada, quero dizer que as principais vítimas são funcionários públicos, aposentados do INSS e funcionários de carteira assinada. COMPARTILHEM COM ELES ESTAS INFORMAÇÕES, pois podem livrá-los de caírem nestas ARMADILHA!

Em um mês, recebi três clientes com a mesma reclamação. Isso é fato real, mas, por razões óbvias, omitirei o nome dos cientes e dos Bancos Envolvidos na situação.

Eles tinham um financiamento descontado em folha de pagamento no Banco Laranja e receberam uma ligação do Banco Roxo sugerindo que substituíssem o financiamento do Banco Laranja para o Banco Roxo.

O Banco Roxo promete depositar o montante que falta pagar para o cliente quitar o financiamento no Banco Laranja, devolve os juros por ele pagos ao Banco Laranja e diz que vai manter o mesmo número de parcelas faltantes para pagar e nos mesmos valores.

As pessoas ficam muito interessadas, porque vão  receber de imediato, o valor dos juros que pagaram e continuarão com a mesma prestação.

Tudo isso é feito por whatsapp e por telefone. Não há contrato escrito, PASMEM!

Quando a pessoa recebe o primeiro contracheque após o desconto o que ela vê? Que as parcelas são bem maiores do que foi  combinado.

O roteiro é sempre o mesmo. Diante deste “susto” a pessoa volta a tentar falar com a pessoa com quem fez toda a negociação por whatsapp, mas esta pessoa passa a atendê-la de forma bem mais espaçada (antes, estava sempre a postos, a todo tempo), pede desculpa e diz que houve um erro no sistema, que será resolvido.

No mês seguinte, qual é a surpresa?

O mesmo valor de desconto!  Diante disso, a pessoa acaba ligando no Banco Roxo e ao pedir informações sobre o financiamento, acaba descobrindo que as parcelas, além de terem aumentado de valor, ainda praticamente dobraram em quantidade.

Ou seja, a dívida praticamente dobra!

Após receber estes clientes, verifiquei que há inúmeras reclamações idênticas no Reclame Aqui e pesquisando na internet, descobri que  o “Banco Roxo” é líder em reclamações no Banco Central.

Portanto, fiquem muito atentos! Desconfiem de qualquer oferta deste tipo e antes de tomar a decisão pesquisem a reputação do Banco no Banco Central, no Reclame Aqui e no Procon.

Ah, já ia esquecendo… em todos os casos, eu ajuizei as medidas judiciais e ainda orientei a meus clientes a registrarem queixa no Banco Central, Reclame Aqui, Procon e Delegacia do Consumidor. Este Banco não pode ficar impune!

Compartilhem este artigo, enviem para o maior número de pessoas que puderem, porque esta é a nova “moda” do momento.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se para acessar os 2 ebooks

Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?